Trabalhos de alunos e professores

O Bestiário Tradicional Português tem servido de instrumento para divulgar a nossa cultura junto dos mais novos, por vezes como alternativa (ou complemento) ao festejo do Halloween e outras tradições importadas recentemente.
Professores e animadores de várias zonas do país têm desenvolvido ateliês de expressões e de ciências com crianças motivadas pela descoberta da sua própria cultura.

No primeiro exemplo, Vera Vaz, professora do 1.º ciclo em Odivelas, leu os textos descritivos de algumas criaturas aos seus alunos (sem lhes mostrar as ilustrações) e pediu-lhes que desenhassem como entendessem. Só no fim os comparou com as ilustrações da Natacha. Os resultados são uma delícia.

 

No segundo exemplo, Susana Serro e Alexandre Lourenço, da Unidade de Cultura da Reitoria da Universidade do Porto, desenvolveram oficinas de ciências e expressão plástica durante o Carnaval, onde construíram divertidas máscaras de Tardo, pequenos modelos de Jãs e experiências relacionadas com o tempo atmosférico!

17310119_1391159767608582_7015464969859440744_o17240067_1391160194275206_7693033649223181361_o17211971_1391160147608544_663708202584843479_o